IMG 4003

 

O Centro Cultural Português em São Tomé e Príncipe inaugurou, no passado dia 6 de dezembro, a exposição “As nossas cabeças”, do artista plástico santomense Ilídio Jordão.

Nesta exposição o artista apresenta um conjunto de obras esculpidas em madeiras locais, com destaque para a madeira do caroceiro, da jaqueira, de “gógó” e da árvore de “cedrela”, assim como em pedra, para além de algumas pinturas em acrílico sobre serapilheira.

Após um interregno na exibição de novos trabalhos junto do público, Ilídio Jordão volta a mostrar o seu talento e poder de provocação pela arte, com uma exposição onde se destacam peças como “Cadeia de Alta Segurança”; “Bilaterando” e “Mulher Queimada”.

Com estes trabalhos o artista pretende que “as suas cabeças” consigam inquietar “as cabeças alheias”, não deixando ninguém indiferente perante a forte mensagem transmitida pela exposição, que ficará patente no Centro Cultural Português de São Tomé até ao final do mês de dezembro.

Ilídio Jordão, pintor e escultor autodidata, nasceu em São Tomé, em 1972. É membro efetivo da Associação Artistas Plásticos Santomenses (AAPLAS).

Em 2009 concluiu o curso de monitor escolar promovido pela Associação Regresso das Caravelas, no âmbito do Projeto “Sócrates no Novo Olhar para África”, e colaborou em vários ateliers escolares em Portugal.

Participou em diversas manifestações culturais em vários países, nomeadamente em Espanha, França, Irlanda, Cabo-Verde e Portugal, com exposições individuais e coletivas.

 

 

IMG 3967

 

 

IMG 4008

 

IMG 4010

 

IMG 4020

 

 

  • Partilhe