IMG 20190918 WA0005

 

Realizou-se no passado dia 11 de setembro, no Salão Nobre da Embaixada de Portugal em São Tomé e Príncipe, a cerimónia solene de agraciamento de Victor Almeida Cruz, com o grau de Comendador da Ordem de Mérito Empresarial, área Comercial, que contou com a participação de familiares e amigos do agraciado.

A Ordem de Mérito Empresarial é uma ordem honorífica portuguesa que tem por finalidade distinguir quem tenha prestado, como empresário ou trabalhador, serviços relevantes no fomento ou na valorização de um setor económico.

Victor Almeida Cruz nasceu na localidade de Pedralva, Anadia, em Portugal, a 5 de novembro de 1938 e chegou a São Tomé e Príncipe em 1951, acompanhado pelos pais e irmã. O seu pai, Frutuoso Moreira da Cruz, começou por trabalhar na Roça Colónia Açoreana e depois na Roça de Porto Alegre, mas depressa iniciou o seu próprio negócio.

Victor Cruz cresceu em São Tomé, ajudando o seu pai a construir uma serração de madeira que, em poucos anos viria a afirmar-se uma indústria de sucesso, culminando mais tarde numa carpintaria própria, que viria a produzir em série, janelas, persianas, portas e outras peças de construção.

Com a independência de São Tomé e Príncipe, Victor Cruz, viu-se obrigado a renunciar à nacionalidade portuguesa para poder preservar o património que o seu pai iniciara. Foi preso e forçado a cumprir serviço cívico. No entanto, lutou para recuperar a nacionalidade portuguesa à qual, de coração, nunca renunciou, iniciando esta ação junto dos primeiros representantes diplomáticos portugueses em São Tomé e Príncipe.

No início dos anos 90 aumentou as suas empresas, adquirindo a empresa estatal “Atelier Nacional”, que é hoje a CIEM – Centro Industrial Eletromecânico. No grupo empresarial que representa, emprega hoje cerca de 90 funcionários. Ao longo da sua vida desempenhou importantes funções na vida social de São Tomé e Príncipe, destacando-se o facto de ter sido membro do Rotary Club e Cônsul Honorário do Reino de Espanha.

Honrou a educação, cultura e raízes portuguesas com a nobreza do seu caráter tendo-se afirmado, com a sua visão e determinação, como um exemplo de empreendedorismo.

  • Partilhe